segunda-feira, 24 de março de 2014 • por Giulliano Chiarello Zanlorenzi

Tem um lugar que nós amamos, ou melhor... Havia um lugar que nós amávamos. Sim, esse lugar não existe mais. Eu sei que os leitores aqui esperam ler sobre lugares legais e talvez até ter a oportunidade de conhecê-los, mas logo de cara, eu vou quebrar essa expectativa. Até porque, eu acredito que muitos de vocês também já devem ter passado por uma frustração parecida.
                O barzinho chamava-se “República” e tinha esse nome, provavelmente, inspirado na rua em que se localizava, a Avenida República Argentina, aqui em Curitiba mesmo. Conheci o lugar por meio do meu pai, que morava ali perto e sempre levava eu e meu irmão para almoçar, lanchar ou tomar um chopp. Resolvi levar a Thu pra conhecer esse barzinho, no início do nosso namoro, mas no fundo fiquei bem inseguro das impressões que ela teria do local. Eu achava a Thu uma pessoa muito delicada (“achava” haha), e o bar tinha um aspecto antigo, de boteco dos anos 30, com uma decoração que basicamente se resumia a pôsters de times de futebol locais, de algumas bandas nacionais, logos de cervejas e alguns objetos de antiquário. Não tinha música ao vivo naquela noite, eles colocaram pra tocar um blues no maior estilo Red House – JimiHendrix (clique para ouvir).
                Ou seja, minha aposta era a de que o bar a conquistasse pelo estômago... e não deu outra! Pedimos um prato de Beirute de mignon, que mais parecia uma lasanha de carne ao molho branco, muito bem incrementada com queijo, tomate e outros ingredientes que davam um sabor incrível para aquele prato. Uma maravilha que dificilmente encontraremos em outros bares ou restaurantes por aqui. Enfim, tinha alcançado meu objetivo, a Thu adorou o barzinho e nós voltamos e experimentamos outros pratos diversas vezes depois.
                Os boatos de que o bar seria vendido começaram a rolar no ano passado, entre os garçons e clientes. Eram só boatos, mas para nossa surpresa, certo dia quando resolvemos dar uma passadinha por lá, o bar estava assim, fechado. Voltamos outras vezes e ele continuava do mesmo jeito. Havia fechado as portas pra valer. Quando isso acontece, naturalmente a gente espera que o bar reabra, com uma nova administração, ou que um novo bar ou restaurante surja no local. Mas é muito provável que isso não aconteça ali. Algum tempo antes, um bar bem mais conhecido da cidade chamado “Era Só o Que Faltava”, vizinho ao República, também fechou as portas e nunca mais abriu. Acredito que algum empreendedor imobiliário esteja comprando os imóveis desta área para lançar outro grande edifício residencial de qualidade questionável, como outros tantos que existem por ali.


                Uma pena, realmente, e uma grande perda para a nossa cidade. O República era conhecido pela sua ótima comida, pelo chopp sempre bem gelado, pelas transmissões esportivas, pela boa música, pelas suas porções generosas de batata-frita com cebolinha verde e queijo, pela deliciosa feijoada aos sábados, pelo seu público crítico, pelas conversas calorosas sobre política em suas mesas, mas principalmente pela simpatia e personalidade de seus garçons. O tratamento com os clientes era sem igual, e chegou a gerar muitas amizades, além de consolidar uma clientela que hoje sente tanta falta do lugar. Nós amamos, e sentiremos muita falta também.
 



Sanduíche "Couto Pereira", que fazia alusão ao estádio do Coritiba F.C. por conta dos seus ingredientes verdes. (Fonte)

Pena que não temos nenhuma foto nossa lá, estávamos ocupados comendo, e acabamos esquecendo... Portanto, todas as fotos internas do bar aqui postadas foram resultados de busca na internet e suas respectivas fontes estão logo abaixo de cada imagem.

E vocês, conhecem algum lugar que gostavam muito e que acabou fechando? Contem pra nós!


(P.S: Esse foi o primeiro post que escrevi na vida. Espero que gostem. Mas principalmente, espero que eu possa melhorar para os próximos.)

Marcadores: , , ,


Postado por

Giulliano Chiarello Zanlorenzi




comentários | compartilhe!



comments powered by Disqus



Ciao a tutti!
Sejam bem vindos ao nosso diário de bordo.
Aqui iremos compartilhar um pouco de nossa vida: rotina, sonhos e viagens. Viajar é o que mais gostamos de fazer juntos e por isso criamos o projeto Pés Viajantes. Para saber mais sobre a gente, clique aqui, e boa viagem!


CATEGORIAS





ARQUIVOS



Pés Viajantes - 2014 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Thuany Santos e Giulliano Zanlorenzi, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em doispesviajantes@gmail.com.
Design e codificação por Júlia Duarte.
Ilustração por Alana Prado, Lanillu

From scratch, with ♥
Powered by Blogger.