quarta-feira, 29 de abril de 2015 • por Pés Viajantes

A partir deste post, vocês poderão ler o blog também em italiano. O texto será exibido primeiro em português e logo abaixo em italiano. Com certeza haverão erros, pois ainda estamos aprendendo e nos aperfeiçoando na lingua. Então desde já, pedimos compreensão ao nosso "público italiano". hehe
ps: se encontrarem algum erro muito grave nos comuniquem nos comentários! Grazie!

Da oggi, potete leggere il nostro blog anche in italiano. Sopra il testo sarà in portoghese e sotto in italiano. Sicuro che avrano tanti errori, visto che ancora stiamo imparando l'italiano. Quindi, vi chiediamo la vostra comprensione. Si trovate qualche errori molto grave, ci comunicate! Grazie!

Voltamos!

Se tem uma coisa que a gente gostou nesse país é o chamado “aperitivo”. Aqui, essa palavra não tem exatamente o mesmo significado daquele que temos no Brasil. Na verdade, o aperitivo italiano está muito mais próximo do nosso happy hour do que qualquer outra coisa, mas com algumas diferenças. Nesse post, vamos contar exatamente como ele funciona, e mostrar para vocês porque nos apaixonamos tanto por esse momento gastronômico do cotidiano italiano.

Quando chegamos na Itália e fomos parar em uma pequena cidadezinha chamada Camerino, onde moramos por cerca de um mês, fomos logo conhecer o Bar Centrale, o principal café de lá (só para lembrar, “bar” na Itália funciona como um café, mas que também possui um cardápio de bebidas e algumas comidas. “Bar”, como conhecemos no Brasil, se chama simplesmente “pub”). Pedimos duas taças de vinho branco, imitando os casais das mesas ao lado, que também comiam pequenas porções de massas folhadas, pequenas fatias de pizza, uma ou outra fritura, e por aí vai. Queríamos muito descobrir o nome daquele prato misto, e enquanto pensávamos nisso e esperávamos o vinho, o garçom trouxe a surpresa. Ele deixou em nossa mesa as taças que pedimos e as deliciosas porções que cobiçávamos, mas que não havíamos pedido. Naquele momento, compartilhamos um só pensamento: “que país maravilhoso!”. O preço dessa brincadeira? Três euros para cada um de nós, exatamente o preço da taça de vinho. Tudo estava ótimo, e foi assim que nos apaixonamos à primeira vista pelo aperitivo.

É bem verdade que essa prática não é uma tradição em toda a Itália, mas imaginamos que seja em grande parte dela. Para ilustrar, podemos contar que não tivemos essa mesma felicidade em uma das cidades mais conhecidas e visitadas da Itália, Veneza. Depois de muito procurar, não encontramos nenhum bar, pub ou restaurante que servisse as tais comidinhas acompanhando a bebida, sem nenhum custo adicional. Isso mesmo, gente. Querem conhecer a Itália de verdade, a Itália da fartura gastronômica? Então conheçam cidades pequenas, e não só as tradicionais e turísticas como Veneza! (Mentira, conheçam Veneza, é maravilhosa também)

Mas vamos ao que interessa. O que é, de fato, o aperitivo italiano? Nada mais é do que um momento ao final-do-dia/início-da-noite em que os italianos se encontram com alguns amigos em um bar, pedem uma taça de spritz ou vinho (quase sempre branco) e comem algumas porções servidas aleatoriamente por esse bar. Essas porções podem variar em tipo, quantidade e qualidade, de acordo com a especialidade do bar e da bebida que você pede. Em outras palavras, o aperitivo pode ser qualquer coisa desde uma tigela de pipoca fria até requintadas tábuas de frios com bruschettas di prosciuto crudo. Ou pode ser um nada, se você tiver o azar de cair em uma cidade onde essa cultura é incomum.

Sobre as bebidas, pode-se pedir spritz, vinho branco, vinho tinto, frisante e até cerveja (apesar de não ser muito comum). A regra é ser alcoólico, pessoal, pra fazer jus ao momento “gourmet” do dia. Em comparação com o happy hour brasileiro, o objetivo desse ritual é o mesmo, jogar conversa fora com os amigos após um longo dia de trabalho ou estudos (e o comportamento de italianos e brasileiros é muito parecido nessa situação). As únicas diferenças são as comidas e as bebidas, e também a falta de uma boa música ao vivo para deixar tudo perfeito. Sendo assim, para nós o aperitivo se torna apaixonante por ser muito econômico e pela variedade de comidas e bebidas que podemos experimentar fazendo um giro pelos bares da cidade durante a semana.


Vale ressaltar que o aperitivo NÃO SUBSTITUI A JANTA! Ele é feito geralmente entre às 18 e 20 horas, e se você come como um italiano com certeza irá jantar dali uma ou duas horas. Portanto, vejam esse vídeo que fizemos sobre aperitivos aqui de Ascoli e buon appetito, ragazzi!
(siga até o final do post para ver o vídeo e as imagens).


Ciao a tutti!

C’è uma cosa che ci piace tantissimo in questo paese, chiamata aperitivo. Qui in Italia, questa parola c’è un significato diverso di quello in Brasile. Davvero, l’aperitivo italiano è molto simile al chiamato happy hour, però ci sono qualchè differenze. Allora, racconteremo esatamente come funziona, e vi mostreremo perché siamo stati così appassionati per questo momento gastronomico del quotidiano italiano.

Quando siamo arrivati qui e abbiamo abitato per un mese in una città molto piccola, chiamata Camerino, subito siamo andati a conoscere il bar centrale della città. Abbiamo chiesto due bicchieri di vino bianco, imitando le coppie delle tavole accanto, che anche mangiavano delle piccole porzioni di paste, pizze e alcuni fritti. Anche noi volevamo quel “piato misto”, e mentre imaginavamo il suo nome, il barista ci ha portato la sorpresa. Lui ha lasciato sul tavolo i due bicchieri di vino e anche le deliziose porzioni che desideravamo, ma che ancora non avevamo chiesto. In quel momento, abbiamo condiviso lo stesso pensiero: “questo paese è meraviglioso!”. Il prezzo? Soltanto tre euro per testa, esatamente il prezzo dei bicchieri. Tutto era buonissimo, e così abbiamo ci appassionato per l’aperitivo.

È vero che questa non è una tradizione in tutta l’Italia, però imaginiamo che sia in quasi tutto il paese. Ad esempio, possiamo raccontare la volta che siamo andati a una delle città più conosciute e visitate di qua, ma dove non abbiamo avuto la stessa fortuna, Venezia. Dopo di avere cercarto tanto, non abbiamo trovato nessun bar, pub o ristorante che portasse in tavola l’aperitivo con il vino, senza pagare di più per il cibo. Quindi, se vuoi conoscere la vera Italia, quella Italia della ricchezza gastronomica, allora devi andare alle piccole città, e non solo alle più famose e turistiche come Venezia! (Scherzo, devi andare a Venezia, è meravigliosa lo stesso)

Allora andiamo a quello che interessa. Che cos’è l’aperitivo italiano? È quel momento al fine del giorno/inizio della sera in cui gli italiani si incontrano con gli amici in un bar, chiedono un spritz o un bicchiere di vino (spesso il bianco) e mangiano delle piccole porzioni di cibo. Queste porzioni possono avere variazioni di tipo, quantità e qualità, secondo la specialità del bar e la bevanda che hai chiesto. Quindi, l’aperitivo può essere qualsiasi cosa tra un po’ di pop corn freddo e una raffinata tavola di salami e bruschette di prosciuto crudo. Oppure può essere niente, se tu sei in una città dove questo non è comune.

Sulle bevande, si può chiedere spritz, vino bianco, vino rosso, spumante e anche birra (però pensiamo che non è molto comune). Ma deve essere alcolico, ragazzi! Dai, questo è il momento “gourmet” del giorno! Confrontando con il happy hour brasiliano, l’obiettivo è lo stesso, chiacchierare con gli amici dopo una lunga giornata di studio e lavoro (e il comportamento dei brasiliani e degli intaliani sono molto simile in questa situazione). Le differenze sono i cibi e le bevande, e anche la mancanza di una buona musica per diventare tutto perfetto. Quindi, per noi, l’aperitivo diventa appassionante per essere economico e per la varietà di cibi e bevande che possiamo trovare facendo un giro per i bar della città.

Vi raccomando che l’aperitivo NON SOSTITUISCE LA CENA! Spesso è fatto tra 18 e 20 ore, e se tu mangi come un vero italiano è certo che farai una cena tra una o due ore. Quindi, vedete questo video che abbiamo fatto su aperitivi qui ad Ascoli e buon appetito, ragazzi!










Marcadores: , , , ,


Postado por

Pés Viajantes




comentários | compartilhe!



comments powered by Disqus



Ciao a tutti!
Sejam bem vindos ao nosso diário de bordo.
Aqui iremos compartilhar um pouco de nossa vida: rotina, sonhos e viagens. Viajar é o que mais gostamos de fazer juntos e por isso criamos o projeto Pés Viajantes. Para saber mais sobre a gente, clique aqui, e boa viagem!


CATEGORIAS





ARQUIVOS



Pés Viajantes - 2014 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Thuany Santos e Giulliano Zanlorenzi, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em doispesviajantes@gmail.com.
Design e codificação por Júlia Duarte.
Ilustração por Alana Prado, Lanillu

From scratch, with ♥
Powered by Blogger.