segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 • por Blog Pés Viajantes






Ciao amici!

Depois que voltamos do intercâmbio começamos a planejar uma grande mudança na nossa vida como casal, e por conta disso acabamos não nos dedicando muito ao blog ultimamente. Parece que foi ontem, mas em poucos dias fará um ano que fizemos nosso primeiro mochilão, e achamos que essa é a ocasião perfeita para voltarmos a contar nossas histórias aqui pra vocês.

Antes mesmo das nossas férias de inverno da universidade, já estávamos começando a programar um roteiro de viagem pela Europa. Queríamos conhecer muitos lugares, mas não havia tempo para todos, então tivemos que ser bem seletivos. Nos inspiramos um pouco nas viagens de alguns amigos e na expectativa de encontrar neve no nosso caminho. Enfim montamos um roteiro que nos animou bastante.

Seguindo a ideia de viagem low cost, pegamos um avião de Roma para Bruxelas, na Bélgica, onde passamos três noites. Durante esse tempo, deu até para fazer um bate-volta de trem para a cidadezinha belga de Bruges. Depois partimos de ônibus para Amsterdã, parada obrigatória para nós, pois há muito tempo desejávamos conhecê-la. Por um pequeno "erro de planejamento", ficamos apenas duas noite por lá. De avião, seguimos para Berlim, onde iniciamos nosso tour pela história da Segunda Guerra. De lá, viajamos de ônibus para a cidade alemã de Hamburgo, uma parada um tanto inesperada para nós dois, mas necessária para podermos chegar aos nossos destinos na Polônia. Afinal, de lá saia o voo mais barato para a Cracóvia. Durante nossa estadia de três noites na cidade, fizemos uma visita ao campo de concentração de Auschwitz. Depois viajamos de trem para a capital, Varsóvia, "cidade-fênix" da Europa. Por fim, pegamos um voo para o destino mais inusitado pra gente: Budapeste, na Hungria. Ficamos hospedados na casa de uma amiga brasileira por três dias. Essa cidade não estava nos nossos planos antes do intercâmbio, mas fomos ficando curiosos sobre ela durante nosso primeiro semestre na Europa. Depois voltamos para a Itália, fechando nosso mochilão de vinte dias.


Nesse post contaremos sobre nossa primeira parada, Bruxelas. A capital da Bélgica e da União Européia nos surpreendeu já de início, quando chegamos ao aeroporto bem afastado do centro da cidade. Esperávamos ter dificuldades para chegar até o hotel, por não falarmos muito bem em inglês e poucas palavras em francês, a língua oficial. Mas os belgas se mostraram muito prestativos, e o trem que levava até o centro, apesar de caro, nos impressionou muito pela qualidade. Chegamos ao hotel, largamos as malas e saímos para almoçar. Entramos no primeiro restaurante que vimos aberto e, apontando para os nomes estranhos no cardápio na base do bonjour-please-merci, conseguímos saborear umas cervejas belgas muito boas e uma sopa de legumes estranha. Rimos muito da nossa inabilidade de comunicação, e voltamos para o hotel exaustos por conta da viagem. Apesar de estarmos passando por dias de inverno rigoroso, essa foi a única vez em que vimos neve durante todo o mochilão. Pegamos no sono e só acordamos na manhã seguinte.

Bem descansados, saímos cedinho do hotel à pé, à procura de um lugar para tomar café. Com quase todo o comércio ainda fechado, encontramos um Starbucks aberto exatamente num dos principais cartões postais de Bruxelas, a praça Grand-Place. Foi a primeira vez que tomamos café no Starbucks (aaah começo de viagem... a gente acha que tá com muito dinheiro haha). Tentamos tirar algumas fotos na praça, mas o frio e o vento estavam absurdamente fortes, e logo saímos dali em busca de outro café para nos abrigarmos.

Continuando nosso passeio sem rumo, conhecemos outras praças da cidade, como o Jardin du Mont des Arts, onde fizemos algumas fotos. Ali perto também compramos alguns acessórios para suportar o frio (vide toca com orelhas do Giulli e protetor de orelhas da Thu). Resolvemos então conhecer o famoso Atomium, uma espécie de estrutura metálica enorme em forma de átomo de ferro, feita para a Exposição Universal de 1958. Chegando lá ficamos tão empolgados com a engenhosidade da coisa que resolvemos entrar e subir até as esferas do átomo, na expectativa de ter uma visual incrível lá de cima. Porém, apesar da experiência diferente e divertida de explorar o interior da estrutura, as salas com vista panorâmica estavam fechadas, o que foi bem frustrante pra gente (ainda mais pelo fato de termos pagado para entrar...). Mesmo assim, o passeio foi muito legal, porque ainda pudemos conhecer um parque muito bonito nas redondezas e dar uma espiada pelos portões do estádio de Heizel, palco de uma das finais mais trágicas da Champions League (coisas do Giulli).

Voltando ao centro da cidade, almoçamos um kebab e seguimos em direção ao Palácio Real de Bruxelas, que infelizmente não era aberto ao público. Mas pudemos dar uma olhada nos seus famosos jardins e passear em um parque logo em frente. Também visitamos a Catedral de São Miguel e Gúdula, uma das mais belas da cidade. Assistimos ao pôr-do-sol na pracinha em frente à catedral, até o momento em que a Thu avistou alguém com uma sacola da Primark. Era o que faltava para o fim do passeio, pois ela não sossegou até encontrar a dita loja hahaha. Enfim, terminamos o dia fazendo compras. Já à noite, tivemos uma "pequena" decepção com o pequeno Manekken Pis, uma fonte famosa em forma de um menino fazendo xixi. Não conhecemos muito a história dessa fonte, e talvez por isso ficamos meio desapontados com o seu tamanho. Fechamos a noite tomando cerveja em um barzinho ali perto.

Foi um dia bem cheio, pois conhecemos quase todos os principais pontos de Bruxelas. No dia seguinte fizemos um bate-volta para a cidadezinha de Bruges, mas essa história fica para o próximo post.





















































Marcadores: , , , , , ,


Postado por

Blog Pés Viajantes




comentários | compartilhe!



comments powered by Disqus



Ciao a tutti!
Sejam bem vindos ao nosso diário de bordo.
Aqui iremos compartilhar um pouco de nossa vida: rotina, sonhos e viagens. Viajar é o que mais gostamos de fazer juntos e por isso criamos o projeto Pés Viajantes. Para saber mais sobre a gente, clique aqui, e boa viagem!


CATEGORIAS





ARQUIVOS



Pés Viajantes - 2014 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Thuany Santos e Giulliano Zanlorenzi, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em doispesviajantes@gmail.com.
Design e codificação por Júlia Duarte.
Ilustração por Alana Prado, Lanillu

From scratch, with ♥
Powered by Blogger.